Sujo​.​Feio​.​Barulhento

by Cães do Cerrado

/
  • Streaming + Download

    Baixe agora o álbum de 12 faixas em mp3 320k, FLAC, ou em qualquer outro formato de sua preferência.
    O preço sugerido por nós, porcos capitalistas, é de 5 mangos estrangeiros, mas você pode nos pagar quanto quiser! Para o download gratúito coloque 0 no valor.

      name your price

     

1.
2.
02:16
3.
02:46
4.
5.
6.
7.
8.
01:29
9.
00:58
10.
00:42
11.
12.
10:01

about

Os Cães do Cerrado são:

Alcatraz - Vocal
Gigopepo - Guitarra e Vocal
Trinta e Sete - Guitarra
Lixo e Corrupção - Baixo
Malibu - Bateria

credits

released January 24, 2011

Gravado no estúdio Pato Multimídia (@patomultimidia) em Belo Horizonte, MG. No período entre Novembro de 2010 e Janeiro de 2011.
Produzido por Eduardo Curi e Cães do Cerrado.
Todas as músicas compostas por Cães do Cerrado e letras por Hudson "F.Dinamite" Caldeira (créditos individuais de cada música junto das letras)
Participação especial de Hugão "Impregnante" nas faixas 5 e 6.
Participação de Eduardo Curi nos teclados na faixa 11.

tags

license

Track Name: Cai fogo é o fim do mundo
Cai fogo, é o fim do mundo
Os vídeos gravam tudo

Sonhos de um telejornal

Da moça, o golpe duro
Bonita, quebra o muro

Somos de um telejornal

A bomba em minhas mãos quer afundar o barco!

A encontro pelo escuro
Cai fogo, é o fim do mundo

Os vídeos gravam tudo
Da moça ao golpe duro

Sonhos da malta animal

Bonita, quebra o muro
Me encontra pelo escuro

Somos da malta animal

A bomba em minhas mãos quer afundar o barco!

Cai fogo, é o fim do mundo
Os vídeos gravam tudo

A bomba em minhas mãos quer afundar o barco!
Track Name: Inadequado
Também pensava que querendo trabalhar
Seria um cara descente, vivendo honradamente

Inadequado

Pois é, não deu, perfil inadequado
Não é tão fácil assim se não há lugar pra mim

Inadequado

Eu sou mais um moleque que deu errado
Quando olham pra mim não enxergam uma pessoa
O mundo segue andando e eu fico de lado
E sem dinheiro não terei uma vida muito boa

Um Zé ninguém, ninguém trata como pessoa
Para que me tratem direito que eu encontre um jeito

Inadequado

De me tornar elegante e inteligente
Do meu ponto de vista isso não se conquista

Inadequado

Eu sou mais um moleque que deu errado
Quando olham pra mim não enxergam uma pessoa
O mundo segue andando e eu fico de lado
Enfeando a vista dos que levam a vida boa
Track Name: Combate
De um dia tão longo
A seu favor a pouca idade
Confuso errando por ai
Nenhuma idéia de verdade
Contra oponente delicada
Aceita livre o combate
O envolve a doce-amarga
Noite ativa da cidade

Quem é a que nos olhos me enfrenta
De face rubra silenciosa e intensa
O ar mais quente, ela um pouco mais perto
É inevitável, e assim tão incerto

Seus jeitos tão grosseiros
São agora formidáveis
Mãos marcadas do trabalho
Olhos sem propriedade
Tocam então a pele fina
A enxergam e indomáveis
O envolve a doce-amarga
Noite ativa da cidade

Quem é a que nos olhos me enfrenta
De face rubra silenciosa e intensa
O ar mais quente ela um pouco mais perto
É inevitável, e assim tão incerto
Track Name: Guiana Francesa
Quem sabe diz o que é sobre ter estilo
Sobre integrar um grupo de convívio
Forçar o choro e encolher a pança
Vendo um filme água com açúcar lá da França

Quem sabe diz o que é sobre ter estilo
Sobre tomar café e ler bons livros
Mas para ser mesmo um desses descolados
Tem que ter cheirado cola e parado

A nova onda, a onda cool
É tomar cerveja da Guiana Francesa
A nova onda, a onda cool
É transar com três travestis no Rio

Não tenho o mesmo gosto que o fantasma
Minha modernidade está atrasada
Mas para ser mesmo um desses descolados
Tem que ter cheirado cola e parado

A nova onda, a onda cool
É tomar cerveja da Guiana Francesa
A nova onda, a onda cool
É transar com três travestis no Rio
Track Name: Agente Secreto
Eu 'é' um agente secreto
Mesmo que tudo indique o contrário

Eu 'é' um agente secreto
Mesmo usando uma cordinha como cinto
Secreto

Eu 'é' um agente secreto
Por mais eu pareça um vagabundo sem dinheiro
Secreto

Eu é, é sério!

Aqui permaneço, num banco cinzento
Tentando esquecer quem eu sou
Mas formas redondas se arrastam no céu
E tentam mudar meu humor
Abaixo a cabeça, não sei explicar
Mas sinto que este é um retorno
E com minhas roupas cobertas de barro
Eu rio do quão sujo estou

Eu 'é' um agente secreto
Mesmo que tudo indique o contrário

Eu 'é' um agente secreto
Eu sou mortal, só uso terno, sou elegante e poliglota também...
Track Name: Canção do mendigo bem aventurado
Algo vale nessa veia que não se garimpa
Levo um soco e me levanto com a cara limpa

Apesar da vida ruim... me sinto bem!

Com meus vinte-e-poucos anos, um pouco cansado
A garrafa à minha frente e o futuro de lado

Apesar da vida ruim... me sinto bem!

Os faceiros faro-fino não chegam nem perto
Não convida esse meu cheiro de braços abertos

Seja porque me julgam mal
Seja porque não tomo banho
Ninguém se aproxima,mas... me sinto bem!

Algo vale nessa veia que não se garimpa
Levo um soco e me levanto com a cara limpa

Apesar da vida ruim... me sinto bem!

Os faceiros faro-fino não chegam nem perto
Não convida esse meu cheiro de braços abertos

Seja porque me julgam mal
Seja porque não tomo banho
Ninguém se aproxima, mas... me sinto bem!
Track Name: Canil
Jogado o coitado no porão
Mantém-se firme, mas então
Esperança e cada boa intenção
Soterradas pela escuridão
Por botas, pela escuridão

Com os animais jogado no canil
Tentando ser mais forte que o
Feroz latido e o rosnado vil
E o cheiro cruento do canil
O bafo de sangue do canil

Como podem as grades do canil
Apagar aquele que ali caiu
Torná-lo espelho do lugar hostil
Como podem as grades do canil
Track Name: Fuga
Termina com um chute
Acerta o velho em cheio
No roubo é
Como um gato ligeiro

Fugindo
Pois sabe o quanto é sério
Sozinho
Seu nome é um mistério

Entenda Frei
A vida já era dura
Não mudou
Mas ficou mais escura

Fugindo
Pois sabe o quanto é sério
Sozinho
Seu nome é um mistério

Passe o trinco enquanto eu cito
Um triste santo já sumido
E que ele como brasa acesa
Possa oferecer clareza

Fugindo
Pois sabe o quanto é sério
Sozinho
Seu nome é um mistério
Track Name: Mãe
Mãe,
Jesus
Não pôde ajudá-la
Contra a hora, o rapaz...
Mulher até então guardada
Jesus
Não a impediu que virasse
Outra
Abre os olhos e era mãe
Track Name: Três Homens na Poeira
Vejo um bando chegar descendo a serra
Impetuosos vêm três homens na poeira
Um traz um trem no peito e, seja fome ou raiva
Este é quem traz meu fim em sua algibeira

Na pior das horas os ombros não se abaixam
E olhos já cansados não se fecham
Na pior das horas, quando os cães ladram
E homens caem e homens matam
Olhos já cansados não se fecham

E penso na mulher, ela quando viva
Ninava o menino naquele balaio
E penso no menino o que será dele
Que tanto me alegrou ao dar-me o nome pai?

Na pior das horas os ombros não se abaixam
E olhos já cansados não se fecham
Na pior das horas, quando os cães ladram
E homens caem e homens matam
Olhos já cansados não se fecham

Fui tanto quanto pude ser
Debaixo desses sóis cortantes
Aceito se acabar meu dia
Tantos se foram antes

Quando um homem cai...
Track Name: Pesadelo
Orfãozinhos correm na poeira sangrenta

Caiu... para aspereza dos estragos
Ouviu... mulheres e homens quebrados

Não há lugar agora onde por seu rosto
Ninguém por ele e as ondas não perdoam
E não há mão agora que segure a sua
Ninguém por ele e o rubro tinge as ruas

Viveu... para beber de toda a raiva
Choveu... frias pedras, suas armas

Não há lugar agora onde por seu rosto
Ninguém por ele e as ondas não perdoam
E não há mão agora que segure a sua
Ninguém por ele e o rubro tinge as ruas

Orfãozinhos correm na poeira sangrenta